“Fração” (19/06/2011)

Não há fuga
Palavra que enobreça
Verdade que justifique
Essência que se assuma
Vontade que demonstre
Somos vis
Ao menos podemos
Perturba-me essa perspectiva
Que escapa dos meus princípios
Faz de tudo uma razão
Do nosso olhar um lugar comum
Limites
Não podemos ser sempre poesia
Tudo pode ficar incompleto
Sem ninguém escapar ileso
O justo é uma noção parcial
Sofremos
Mas continuo caminhando
Resumido ao que sinto
Ao breve suspiro
Que preenche o vazio

Ass: Danilo Mendonça Martinho

9 comentários em ““Fração” (19/06/2011)

  1. Somos fração, cada detalhe compõe o todoComo um mosaico que se constrói aos poucosFeitos de limites e possibilidadesA incompletude nos aponta para a busca da inteirezaOnde haverá sempre um retalho de vida a ser bordado na existênciaO importante é continuar caminhandoE que cada suspiro, faça a vida valer a pena.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s