“Um Lugar Imaginário” (11/09/2010)

Nunca fui de poesia natural
Mas posso me acostumar
O canto dos pássaros matinais
O tom da primavera chegando
O sol ainda na estação passada
A vida se espalha pelo gramado
Também o queria como cama
Fechar os olhos em outro universo
Driblar meu inconsciente
Sei que terei de voltar
Preciso apenas de mais um minuto
Para acreditar em toda essa paz
Sei que posso acordar em outro lugar
Sei que posso aprender a viver aqui

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário em ““Um Lugar Imaginário” (11/09/2010)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s