“Nota na Madrugada” (12/09/2010)

Como escrever poesia
Quando a vida se acabou?
Como descrever a dor
Que não pode mais ser sentida?
Receei tanto este telefonema
Veio em mais uma madrugada
Palavras que perturbam o sono
Momentos que tiram o rumo
Encontrarei o sorriso depois
Na memória envelhecida
Daquele corredor avermelhado
Onde poderemos estar juntos
A vida invariavelmente se completa
A de vocês foi maravilhosa

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário em ““Nota na Madrugada” (12/09/2010)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s