“Não me Pertenço” (18/04/2010)



Achei decidir
Acreditei controlar
Tentei fugir
Sonhei voar

Corri sem destino
Chorei sem parar
Dormi sem perceber
Acordei sem razão

Pedi desculpas
Engoli mentiras
Neguei perdões
Sufoquei verdades

Voltei para casa
Senti-me sem escolha
Entreguei meus princípios
Fui incapaz de me construir

Enganei-me diante o espelho
Vendi uma imagem
Descolori minha vida
Deixei o que já não era meu

Confundi as paisagens
Troquei o amor
Esqueci as dores
Vivi na solidão

Imaginei uma história
Escrevi poesias
Divulguei esperanças
Rasguei seu final

Desisti de mudar
Aceitei fingir
Desfragmentei minha essência
Perdi quem eu sou

Sofri por um fim
Desenhei um ponto final
Pensei estar livre
Descobri ser teu

Fiz do consciente
Uma breve aspiração
Derrubei as máscaras
Desvendei-me em ilusão

Ass: Danilo Mendonça Martinho

3 comentários em ““Não me Pertenço” (18/04/2010)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s