“Você é a Dama” (14/04/2010)



Você pede passagem
Faz ignorar a paisagem
Teu olhar tem algo de infinito
Neste horizonte perdido
Teu sorriso abre braços
Dos quais não escapo
Acompanho teus passos
Em um caminho insensato
Mas já tirastes minha razão
Não há lógica na equação
Quando lhe deixo ao portão
Me escapas pela mão

Você vive no inconsciente
Expert em alimentar imaginários
Some sempre em tempo
Volta antes da esperança
A cada viagem deixa uma bagagem
Até tua completa presença
Abro-te a porta e acomodo tua cadeira
Envolvo-te em um abraço e seguro tua mão
Você é a dama
Que me deixaria levar a qualquer direção

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário em ““Você é a Dama” (14/04/2010)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s