“Vazio” (24/04/2010)



Há algo de inquietante na espera
De sufocante na paciência
A espreita da calma
Beirando a loucura
É preciso andar a pé
Evitar a inércia
Descobrir-se sem razão

Há algo de amedrontador em seus olhos
De amargo nas suas palavras
A inevitável negação
Transbordando de sua boca
É preciso fechar os olhos
Evitar a realidade
Descobrir-se em ilusão

Há algo de nocivo nesta paz
De mentiroso nesta tranqüilidade
A verdade faz tocaia
Dorme nas fronteiras
É preciso fugir
Evitar o coração
Descobrir-se em solidão

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário em ““Vazio” (24/04/2010)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s