“Qual é a sua?”

Eis que surgem os paradoxos
É preciso um norte
Mas também aceitar a tempestade
Afinal as vezes é perdido que a gente se encontra
Mas você não pode se deixar levar
Deve tomar as rédeas
Remar em direção aos seus sonhos
E entender que a realidade não é sempre como imagina

Então o que a vida me diz?
Que existe um destino
Mas inúmeras circunstâncias vão me desviar
A felicidade virá da onde menos se espera
Ainda assim não deve se entregar
Deve desenhar, moldar e arquitetar o futuro
Para depois vê-lo reconstruído por um amanhã…
Vida, qual é a sua?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s