Ep.07 – “Palheta de Cores”

Crescer muda muitas coisas na vida. É complicado ver tantas inocências se desfazerem, tantas cores desbotarem. O sorriso era mais fácil, o mundo cabia na palma da mão, e tudo era uma diversão. Éramos mais livres em nossas atitudes e pensamentos, nascemos extremamente sinceros. Meu mundo sempre foi completo nem que passasse o dia entre a janela e a porta do quarto. Bastava-me. Pois não sei bem quando vieram me mostrar tudo que me faltava, tudo que ainda não tinha. Que direito tinham de fazer em meu universo um lugar para tanta ausência? Não me adiantava mais passar a chave, a vida lá de fora já havia invadido meu interior, e assim o colorido foi ficando preto e branco. Pelos dias, o que acreditava para este espaço meu na existência foi desmoronando entre cicatrizes e decepções. Há quem persista, há quem desista, há quem vá com a maré. E todos tem suas razões. Fiquei em algum meio termo, sendo incapaz de manter algumas idealizações, e com tantas outras que guardei para mim.

Recentemente, percebi em um amigo amores e alegrias das quais não imaginava mais ser possível, coisas de um passado distante. Ainda mais breve na história outro companheiro se viu “re-educando-se” ao romantismo que sua história tinha feito abandonar. Eu mesmo, depois de doer em mim e no próximo, vagando pela condição da minha solidão real, encontrei a felicidade que parece ter nascido comigo. Talvez crescer seja uma travessia, e o quadro preto e branco a chance de pintá-lo como quiser.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s