“Meu bem – me quer”

Meu amor não me arranca pétalas
Nem me guarda em uma cúpula de vidro
Estou exposto ao enlace de seus dedos
A mercê do sopro de seu lábios
Vivo onde posso lhe sentir da pele à alma
Sei que aqui fora, chove, ou o sol que não descansa
Só que aqui meu respirar não pesa sobre o tempo
Ser livre é poder escolher seus limites
Minhas fronteiras se confundiram com as suas
Não dependemos do acaso, nem da sorte
É teu carinho suave sobre a pele
Teu abraço gentil e protetor pela manhã
E um olhar que sei que não divide
…Moro em um coração onde só floresço

Ass: Danilo Mendonça Martinho

5 comentários em ““Meu bem – me quer”

  1. Que lindeza, Danilo! Eu já era admiradora de seus escritos, e me surpreendi ao ver um comentário seu em meu blog..Sempre continuarei passando por aqui, as delicadezas dos seus versos me contagiam, sabia? Parabéns, moço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s