“Ensaio sobre o perdão”

Dote dos grandes
Dom dos raros
Humanidade em gestos
Teu coração cabe?

Aprender a ser dor
Tirar o pedaço que não é teu
Fazer paz de feridas
Viver do retalho
Dar abrigo as sobras
Será que satisfaz?

Diante teu opressor
Apagada a ilusão do sonho
Servido o cru dos corpos
Abre-se mão do querer?
Ou dissipa-se o interesse?

Penso que perdôo
Pelas virtudes que vencem
Mas não posso fechar os olhos
A tudo que não me importa
A culpa e o rancor
São laços de união
E a ausência do perdão
O que te mantém no aqui

Ass: Danilo Mendonça Martinho

12 comentários em ““Ensaio sobre o perdão”

  1. Lindo demais ! Estava no mundo sufocante do twitter quando vi teu link e resolvi ler.Gostei demais, nada como a beleza das palavras.A diferença, a beleza, como palavras podem ser usadas para nada e podem ser usadas para criar lindos poemas como este.

    Curtir

  2. Querido, pensei que tinha me esquecido,rs.Perdoar é um dom assim como escrever (e o dom de escrever ,você sabe e domina muito bem)…só tenho 15 aninhos,rs. Mas espero aprender muito contigo.Beijo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s