“Arquivado” (14/01/2011)

Era tarde e escrevia sem perceber, no passado. As palavras deslocadas de seu tempo se comportaram como sempre, apenas sua essência parecia diferente. Perto do fim e de posse de alguma consciência ,virei a página. Salvei, provavelmente pela última vez, o arquivo de 2010. Tornou-se mais um elemento desse cemitério vivo que desde 2004 amontoam-se palavras. As vezes por lá vasculho e até me reconheço, mas jamais me encontro. A vida só cabe no agora, e hoje estou diante essa imensidão que não sei como preencher, muito menos como começar.
Arquivado só me resta esse passo a frente, essa ladeira abaixo. O mais difícil deste primeiro passo é assumir esquecer-se.

Ass: Danilo Mendonça Martinho

4 comentários em ““Arquivado” (14/01/2011)

  1. Adorei, me fez viajar em um texto escrito no primeiro dia deste ano “metade inteira”. Está no meu diário. Nem é um texto exatamente. Enfim, mas fui de encontro a ele. E olha, não acho que a gente esqueça ou se esqueça. Acho que a gente deixa de lado, ali no canto. bacio

    Curtir

Deixe uma resposta para Menina no Sotão Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s