“15 minutos” (07/10/2010)

Em 10 segundos faço um extrato
Impressos na paisagem cotidiana
Simples códigos binários
Um par, dois quaisquer
Mas na verdade somos nós
Na minha ausência pode ser vós
Mas caso seja apenas tu
Deixo então um recado
Mas preciso de um minuto

Guardo duas frases clichês
Comigo uma saudade de você
A distância que cria o só
A solidão que nos faz vivos
No caso de faltar estrelas
Concedo alguns pedidos
Só não me peça o tempo

Não sei dizer adeus
Pouparei os últimos instantes
Eles merecem o improvável
O impulso de um abraço
Seguro neste momento
Toda verdade entre nós
Quem precisa de 15 minutos?

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário em ““15 minutos” (07/10/2010)

  1. Boas Noites poeta!Desde, ando escancarada com seus poemas. Cada letra sua é um tele-transporte. E muitas outras vezes mais, um aprendizado. E imaginas qual foi a minha surpresa ao vê-lo andando tão de levinho sobre as folhas surradas daquele meu brochura de escrever. Senti-me uma meninota alvorossada ao abrir a porta ao seu professor de violão…Não sei dizer adeusPouparei os últimos instantesEles merecem o improvável…Voltarei! Sempre e muito.Ziris

    Curtir

Deixe uma resposta para z i r i s Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s