“Quem está perdido só pode aceitar direções” (18/03/2010)



Por tempos estive em suas mãos
Orientações cegamente seguidas
Seu olhar não sobreviveu no meu mundo
Agora tenho minha própria janela
E você quer apagar meu horizonte
Lhe incomoda minhas resoluções
Como se abandonasse minha essência
Ao mudar o âmago de lugar
Como se agora você estivesse só
Mas você já desconhece a própria bandeira
Jogou fora tudo de único e particular
Vestiu todas as máscaras possíveis
Hoje já não se reconhece
Acredita estar me salvando
Mas foi incapaz de salvar a si

Este é meu bem estar
Nesta casa que visita a contra gosto
Foi-se o tempo em que partia
Entrava na estrada sem direções
Hoje não me importo com as certezas
Ou com sua inevitável falta
Meus passos me levam no caminho
E não há palavra para me contrariar
Os conselhos são baratos
Mas viver é de graça
E disto não abro mão

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário em ““Quem está perdido só pode aceitar direções” (18/03/2010)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s