"Um Poema para meu passado" (08/08/2009)



Decido hoje enterra-lo
A sete palmos em um lugar seguro
A sua data cravada em pedra
Para que não haja mais dúvidas

Ao primeiro de meus amores, um sorriso
O único olhar que nunca desviei
Teu nome e encanto guardo comigo
Desfaço-me da idéia de um reencontro

À porta que me foi aberta
Assumo todas as conseqüências
Lhe marco como fato na minha história
Uma verdade em minha vida

Ao desejo que sentou ao meu lado
Ofereço um último tirar de fôlego
Hoje lhe tomaria com todas as forças
Antes simplesmente não soube

Ao coração o qual apressei
Um sincero pedido de desculpas
Foi o exagero de querer-te bem
Foi o egoísmo de querer-te logo para mim

Para todos passados aqui descritos
Um ponto final bem explícito
Que não voltem a me assombrar
Descansem em paz

Ass: Danilo Mendonça Martinho

2 comentários em “"Um Poema para meu passado" (08/08/2009)

  1. quem dera conseguir colocar o passado no seu devido lugar, o que já foi.quem dera deixar que as lembranças descansem em paz, e que assim meu coração tbm fique.quem dera..se um dia conseguir.. me ensina, ta? =)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s