“Caminhar” (18/03/2019)

Sem querer
Virei um deles
Preso neste agora
Fazendo disso meu todo

Eu tinha planos
Desenhei uma vida inteira
Precisava de tempo e espaço
Sabia esperar

Só que não
O discurso disfarçou
A alma não deixou de sentir
Fui mais desespero que paciência

Lembro
O quanto queria amar
O quanto queria que fosse logo
Me decepcionava todos os dias

Hoje completo
Meu imediatismo mudou o foco
Quero para ontem minha realização
E mergulho em fracassos sucessivos

Eu não sei
Se é medo do tempo
Se é a preguiça do caminho
Se é só vontade de ser feliz

Penso que é tudo
Só quando for livre
Respeitar o momento do sonho
Deixar o futuro chegar
Encontrarei paz

Como evitar pensar?
Como não sentir o gosto?
Como deixar de lado?

Este é o aprendizado
O cotidiano até ensina
Mas se encarar e conhecer
É o verdadeiro passo em frente

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s