“Sublime” (04/02/2019)

No teu cangote esconderijo
Meu medo não é ninguém
Teu cheiro é ar puro
Inflando a esperança
A vontade de querer mais

Teu, é meu único nome
Pertencer-te é completo
Sem o peso da falta
Meu sonho está a salvo
Meu sorriso está livre

Esquece-me a tua sombra
Eu poso de alterego
Faço tudo por essa paz
Envolvido no amor
Dispensar ser eterno

No emaranhado deste abrigo
Prometo não precisar do amanhã
Findar aqui a felicidade
Não acordar longe de ti
Viver e morrer nesse abraço
 

Ass: Danilo Mendonça Martinho

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s