“Inquietação” (24/03/2014)

Minha mente está querendo fugir
E não é uma questão de endereço
Adio tudo e tanto quanto posso
Conjugo as ações do tempo do preciso
A sensação do dever me afasta
Mas a negligência é amarga e sufocante
E se todo dia for só responsabilidade?
Será que soube como crescer?
Permaneço insuficiente na inércia
Sem satisfazer a alma
Sem me empenhar nas obrigações
Não há metodologia que organize a vida
Pois não há tempo determinado
Apenas correndo

Ass: Danilo Mendonça Martinho

4 comentários em ““Inquietação” (24/03/2014)

  1. Danilo, Poeta da vida como poucos, o cotidiano em suas palavras traduz poesia! O que dizer do 'peso da responsabilidade' creio que este seja um empecilho sim, mas não para um poeta como você, que tem o dom de transformar o amargo e sufocante em doces palavras de reflexão. Quanto a inércia … creio que é a barreira para atingir o próximo passo de viver com plenitude o amor que amadureceu e está em constante crescimento no ciclo da vida.Ana Cristina

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s