“À Deriva” (15/06/2010)



Passei por rigorosos invernos
Guardei as flores na gaveta
Mantive a chama acesa
Deixei a porta aberta
Parti

Andei pelo meu imaginário
Levantei uma bandeira
Defendi um princípio
Agarrei-me a uma estrela
Encontrei-me

Apossei-me da liberdade
Assisti fronteiras caírem
Percorri imensos vazios
Descobri-me em solidão
Apaixonei-me

Investi no meu desejo
Acalmei os meus passos
Desviei meu caminho
Negligenciei outros olhares
Perdi-te

Sonhava com outros lábios
Desfazia-me em ilusões
Desmoronavam minhas verdades
Estabeleci minha loucura
Fugi

Apaguei a imagem no espelho
Rasguei uma carta
Omiti alguns versos
Joguei meu coração ao mar
Salvei-te?

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s