“Abençoado” (25/02/2010)



Só havia uma estrela no céu
Quando a liberdade me visitou
Me tirou amarras e conceitos
Desnudo finalmente adormeci
Na paz sem adjetivos
Cheguei aos meus sonhos
Olhei em volta para ter certeza
Respirava, enfim, respirava
Esqueci do meu corpo
Descontrolei minhas feições
Fui intensamente feliz
Nem sei por quanto tempo
E já não importava mais
Tinha encontrado meu melhor
Pude simplesmente ser
E agora não quero mais partir
Agarrado a única estrela no céu.

Ass: Danilo Mendonça Martinho

Um comentário em ““Abençoado” (25/02/2010)

  1. “SER” já é complexo demais para não ser suficiente – quem dera eu pudesse me agarrar às coisas que encontro por aí e que de vez em quando me fazem ter a sensação de estar vivo completamente!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s